TROTSKY e STALIN: polêmicas sobre a luta pelo socialismo na URSS e no mundo

A Revolução de 1917, seus antecedentes, seus desdobramentos, a União Soviética e o movimento comunista internacional, são assuntos envoltos em imensa polêmica.

Esta polêmica começou já na época e prossegue até hoje, envolvendo desde inimigos declarados do comunismo, até cada uma das tradições vinculadas direta ou indiretamente a própria revolução, como é o caso dos anarquistas, dos socialistas revolucionários, dos socialdemocratas e dos comunistas.

Entre estes últimos, a Revolução de 1917 e seus desdobramentos também foi e segue sendo objeto de intensas polêmicas.

São inúmeros os protagonistas desta polêmica, que já dura mais de um século. Para citar alguns nomes de pessoas que foram, ao mesmo tempo, analistas e protagonistas dos acontecimentos: Plekhanov, Rosa Luxemburgo, Lenin, Preobazensky, Bukharin, Trotsky e Stalin.

Entretanto, por diversos motivos, grande parte das pessoas salta a complexidade do debate e das alternativas envolvidas e, quando fala em Revolução Russa, pensa apenas ou principalmente em Lenin, em Trotsky e em Stálin.

Este ano de 2020, por ocasião do sesquicentenário do nascimento de Vladimir Ilich Ulianov, a Escola Latinoamericana de História e Política e a Caixa de Ferramentas ofereceram um curso intitulado LENIN, VIDA E OBRA, mas cuidando de situar a pessoa, no contexto histórico. e de colocar este contexto, em particular a luta entre as classes e os estados, como a variável central.

Nesta mesma linha, a Elahp decidiu oferecer um curso acerca da luta pelo socialismo na URSS e no mundo, tendo como fio condutor as posições defendidas por Trotsky e por Stalin, mas tendo como objetivo abordar as polemicas que envolveram estas duas personalidades, no contexto mais amplo e determinante da luta entre as classes e entre os estados.

Vale lembrar que no dia 21 de agosto de 1940, há 80 anos, Trotsky foi assassinado no México, como parte de uma operação decidida pela cúpula do Partido Comunista da URSS, então encabeçado por Stálin.

A programação do curso inclui 12 aulas, que terão 2 horas de duração, sempre começando as 21h e terminando as 23h, oferecidas simultaneamente na sala zoom e através de youtube.

Matrículas

A Escola Latino-americana de História e Política é uma iniciativa autossustentável e sem fins lucrativos, todas e todos docentes são voluntários.
As contribuições destinam-se a custear os custo operacionais da escola.
A contribuição para esta atividade é de R$ 60,00 (sessenta reais), podendo ser parcelado. Mas caso você não tenha condições de arcar com esse valor envie um email para matricula@elahp.com.br e solicite um desconto.

(voce será redirecionado para uma página externa segura)

TROTSKY e STALIN: polêmicas sobre a luta pelo socialismo na URSS e no mundo

Horário: sempre das 21h as 23h

24 de agosto, segunda

1.A Revolução Russa de 1917, a história e a dissolução da União Soviética: contexto, personagens e múltiplas interpretações. O “lugar” de Stálin e Trotsky nesta história.
Valter Pomar

25 de agosto, terça

2.Trotsky, vida e obra
Valério Arcary

26 de agosto, quarta

3.Stálin, vida e obra
Breno Altman

27 de agosto, quinta

4.O debate sobre a revolução permanente, antes e depois da Revolução de 1917
Raul Pont e Valter Pomar

28 de agosto, sexta

5.O debate sobre o socialismo em um só país, nos anos 1920 e depois
Antonio Eduardo, professor da UFRB, colunista do Diário Causa Operária e Breno Altman

29 de agosto, sábado

6.A história da Terceira Internacional. As polêmicas sobre a revolução alemã, sobre revolução chinesa e a guerra civil espanhola
Valter Pomar

30 de agosto, domingo

7.O programa de transição
Osvaldo Coggiola e Breno Altman

31 de agosto, segunda

8.O debate sobre a natureza da URSS
Gloria Trogo, advogada e militante do PSOL e Breno Altman

1 de setembro, terça

9.A criação e a história da Quarta Internacional. As várias correntes do “trotskismo”
Tatau Godinho

2 de setembro, quarta

10.O “stalinismo” depois de 1953
José Reinaldo Carvalho

3 de setembro, quinta

11.O trotskismo na América Latina
Osvaldo Coggiola

4 de setembro, sexta

12.O debate sobre Stalin e Trotsky nos tempos atuais
Iole Iliada

Este post tem 4 comentários

  1. Leandro Franco Novaes

    Bom dia!
    As aulas ficam disponíveis pra quem se inscrever no curso. Temo não poder acompanhar em todas as datas em função do trabalho/fuso.

  2. Daniel Arantes

    olá! o curso oferece certificado?

    1. ELAHP

      Sim, para quem frequentar, no mínimo, 70% das aulas. Gratos pelo contato.

Deixe uma resposta