SUS: reforma ou revolução?

Descrição

SUS: reforma ou revolução? – com o Prof. Carlos Ocké-Reis, economista e doutor em saúde coletiva (IMS/UERJ). Autor do livro “SUS: o desafio de ser único” (Editora Fiocruz, 2012).

Ementa:
O movimento da reforma sanitária apostou na universalização e na integralidade dos serviços públicos de saúde. Entretanto, apareceu uma contradição evidente nesse processo: o polo dinâmico do mercado de trabalho (setor privado e público), que possui maior capacidade de vocalização, não é coberto – regularmente – pelo SUS.
Sem um projeto de “reforma da reforma” do SUS, dentro de uma perspectiva de realizar profundas transformações estruturais na sociedade brasileira, uma visão fiscalista, na qual o fomento ao mercado de planos apareceu como solução pragmática para desonerar as contas públicas, passa a fazer parte do ideário de setores social-liberais e mesmo social-democratas.
Nesse sentido, agravado pela presença do neofascismo e da austeridade fiscal , quais são os desafios colocados para o movimento da reforma sanitária na atual conjuntura histórica? O curso examinará alguns desses desafios no campo da economia política as saúde, sabendo que há certo consenso no setor, que os maiores desafios do SUS são políticos, pois supõem a garantia do financiamento do subsistema público, a redefinição da articulação público-privada e a redução das desigualdades de renda, poder e saúde.
Trata-se de uma tarefa extraordinária, mas possui um ponto de apoio importante na cultura socialista: o debate em torno da transição passa pela aplicação de certo capitalismo de Estado, que valorize a solidariedade entre as nações, a função social da propriedade, o planejamento e o mercado interno, desprivatizando o fundo público e incorporando a sociedade civil no processo decisório governamental.

O curso será realizado pela plataforma Zoom, aos sábados das 18h as 21h, sempre as terças, entre os dias 5 de abril e 26 de abril de 2022. As aulas ficarão gravadas no YouTube somente para matriculadas/os.

Será emitido certificado para matriculadas/os com, no mínimo, 70% de presença na sala Zoom.

Valor do curso:

Inicialmente lembramos que somos uma entidade autossustentável e sem fins lucrativos, e nossos docentes são voluntários. A contribuição mensal destina-se a manter os custos operacionais da escola.

Você pode inscrever-se no curso clicando ao lado OU adquirir um Passaporte ELAHP

Passaporte ELAHP: Este ano adotamos a modalidade mensalidades, que permite a quem contribuir frequentar todos os cursos durante um semestre ou ano, conforme o Plano escolhido

Ao fazer sua inscrição como contribuinte da Escola você receberá um Código de Cupom que lhe permitirá matricular-se em qualquer curso da ELAHP sem custos durante um semestre ou durante um ano conforme o plano escolhido.

VEJA AQUI OS PLANOS DISPONIVEIS OU 

Plano SEMESTRAL – R$ 33,00 por mês



Plano ANUAL – R$ 28,00 por mês



Para os que puderem há o plano solidário, são mensalidade de R$ 50,00 (cinquenta reais) por mês que dão direito a um ano inteiro de cursos, a diferença será utilizada na concessão de bolsas, preferencialmente para estudantes e aposentadas/os

Plano SOLIDÁRIO ANUAL – R$ 50,00



 

Tópicos deste curso

4 Aulas8h

SUS: reforma ou revolução?

5 ABR, 18h – Aula 1: Teoria da reforma sanitária00:00:00
12 ABR, 18h – Aula 2: Saúde como questão politicamente intermediada00:00:00
19 ABR, 18h – Aula 3: Contradições diante da austeridade fiscal, da financeirização e do neofascismo00:00:00
26 ABR, 18h – Aula 4: O caráter do programa do PT: entre a política pública, a reforma estrutural e a transição ao socialismo00:00:00
R$35,00