fbpx

Local: Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo
Rua General Jardim, 522 – Vila Buarque, São Paulo – SP

Contribuição: R$ 250,00

à vista com 10% de desconto: R$ 225,00

em 3 parcelas: matrícula + 2 x de R$ 83,33

Desconto de 30% para professoras/es, 50% para estudantes e bolsa integral para desempregados (para ter direito ao desconto envie um e-mail com um comprovante para: matricula@elahp.com.br)

Obs. desconto não cumulativo com outros descontos.

Certificados somente serão emitidos para alunos(as) com frequência mínima de 70%.

Sempre aos sábados, das 14h às 17h30

10 de agosto 1- Revolução Mexicana, 1910
17 de agosto 2- Revolução Russa, 1905-1917
24 de agosto 3- Revolução Hungara, 1919.
31 de agosto 4- Revolução Alemã, 1918-1923
14 de setembro 5- Guerra Civil Espanhola, 1936-1939.
21 de setembro 6- Revolução Chinesa, 1911- 1949
28 de setembro 7- Guerrilha antinazista, libertação e socialismo Iugoslávia, Albânia, Leste Europeu 1941-1945.
5 de outubro 8- Revolução Coreana, 1945-1953
19 de outubro 9- Revolução Cubana, 1953-1959
26 de outubro 10- Revolução Argelina, 1954-1962.
9 de novembro 11- Revolução Vietnamita, 1936-1975.
23 de novembro 12- Revolução dos Cravos, Portugal, 1974
30 de novembro 13- Angola, Moçambique, Guiné Bissau, Cabo Verde e São Tome e Princípe, 1975.
7 de dezembro 14- Revolução Nicaraguense, 1979.
14 de dezembro 15- Revolução Iraniana, 1979.

Este post tem 5 comentários

  1. Enviei o comprovante para receber o código do desconto e ainda não o recebi. Podem verificar, por favor?

    1. Neide, por favor verifique seu email.

      Grato.

  2. Como a livre opinião é um princípio da liberdade,pelo currículo oferecido,o dinheiro requerido para pagar as informações,me parece até cabível.Mas,sendo contrário;por posição pessoal,a que qualquer formação intelectual,ou formação profissional deveriam ser gratuitas,com essa ideia,não acho que cursos fora do currículo escolar e cobrados,são formadores das verdadeiras revoluções.

    1. Prezado Mario,
      Concordamos com vc que a educação deveria ser toda pública e gratuita, mas veja, somos uma iniciativa sem fins lucrativos. Fizemos uma opção por ser uma escola plural, não temos um partido financiando (não confunda com escola sem partido), mandato ou outra instituição colaborando. Os docentes são voluntárias/os mesmo assim temos despesas, este site, divulgação, locação de espaços para aulas, limpeza, etc Pergunta: quem paga?

  3. Poderiam enviar, conforme as aulas, quais professores farão as suas respectivas apresentações?
    Obrigada.

Deixe uma resposta

Fechar Menu
×

Carrinho